O site da Cabral Moncada Leilões utiliza Cookies para proporcionar aos seus utilizadores uma maior rapidez e a personalização do serviço prestado. Ao navegar no site estará a consentir a utilização dos Cookies.Saiba mais sobre o uso de cookies
pt language
lock_openLogin / Registe-se
view_list
Ver como lista
view_module
Ver como cartões

Lote 166

Prato grande
porcelana chinesa de exportação, decoração a azul com armas de D. Rodrigo da Costa (1657-1722), governador-geral do Brasil e vice-rei do Estado da Índia, reinado Kangxi (1662-1722), esbeiçadelas
Dim. - 43,5 cm
vd. CASTRO, Nuno - "A Porcelana Chinesa ao Tempo do Império - Portugal / Brasil", ACD Editores, Lisboa, 2007, p. 111, que reproduz este mesmo prato; SANTOS, A. Varela - "Portugal na Porcelana da China - 500 Anos de Comércio". Lisboa: Artemágica, 2009, volume III, pp. 806-811, e DIAS, Pedro - "Heráldica Portuguesa na Porcelana da China Qing". Lisboa: Fundação Macau, 2014, pp. 78-79.

euro_symbol€ 30,000 - 45,000 Base - Estimativa

gavel€ 50,000Vendido

euro_symbol€ 15,000 - 22,500 Base - Estimativa

gavel€ 41,000Vendido

euro_symbol€ 22,000 - 33,000 Base - Estimativa

gavel€ 34,000Vendido

euro_symbol€ 1,000 - 1,500 Base - Estimativa

gavel€ 27,000Vendido

Lote 167

Terrina com travessa recortadas
porcelana chinesa de exportação, decoração «Família Verde» policromada e dourada "Flores", bordo com "Objectos literários, budistas e de sorte", pega da tampa relevada "Serpente", reinados Kangxi (1662-1722)/Yongzheng (1722-1735), algum desgaste na decoração, restauro no base do pomo da tampa
Dim. - (terrina) 18 x 37 x 26 cm; (travessa) 4,5 x 45 x 33,5 cm
exemplar idêntico integra a Colecção do Victoria & Albert Museum, Londres, encontrando-se representado em KERR, Rose; MENGOLI, Luisa - "Chinese Export Ceramics". London: V&A Publishing, 2011, pp. 33-34, pl. 35 - Vd. http://collections.vam.ac.uk/item/O491608/tureen-with-lid-unknown/ (consultado em 08-09-2016), onde apenas se referem duas terrinas semelhantes, a existente no Victoria & Albert Museum e outra em colecção particular americana, ambas datáveis de c. 1730 O formato desta terrina copia modelos em prata e faiança francesas, encontrando-se um exemplar em faiança no Museu de Rouen - vd. Fourest, Henry Pierre - "L'oeuvre des faienciers français". Paris: Hachette, 1966, p. 153.

euro_symbol€ 25,000 - 37,500 Base - Estimativa

gavel€ 25,000Vendido

Lote 255

CARLOS BOTELHO - 1899-1982
"Alfama"
óleo sobre tela, assinado e datado de 1946
Dim. - 33 x 41,5 cm
a presente obra integrou a exposição "Botelho", Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 20 de Julho a 3 de Setembro de 1989, encontrando-se reproduzida no respectivo catálogo. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1989, s/p, nº 111.

euro_symbol€ 20,000 - 30,000 Base - Estimativa

gavel€ 20,000Vendido

euro_symbol€ 18,000 - 27,000 Base - Estimativa

gavel€ 18,000Vendido

Lote 270

JÚLIO RESENDE - 1917-2011
Sem título
óleo sobre tela, assinado e datado de 1983
Dim. - 98 x 70 cm
a presente obra integrou a exposição "Resende", Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Abril de 1989, encontrando-se reproduzida em fotografias da mesma exposição publicadas no respectivo catálogo, p. 88, nº 101. Encontra-se ainda reproduzida na revista "Artes e Leilões", nº 7 - Ano 2, p. 30.

euro_symbol€ 18,000 - 27,000 Base - Estimativa

gavel€ 18,000Vendido

euro_symbol€ 16,000 - 24,000 Base - Estimativa

gavel€ 16,000Vendido

Lote 585

Céfalo e Prócris
óleo sobre madeira, restauros, pequenos defeitos, atribuível ao círculo de Abraham Bloemaert (1564-1651)
Dim. - 167 x 185 cm
ABRAHAM BLOEMAERT (1564-1651) é uma das mais fortes personalidades da pintura holandesa do último Maneirismo. Seguiu num primeiro momento o estilo de Franz Floris e dos «fiamminghi» romanizados e, já em fase avançada de carreira (apesar de não ter ido a Itália), a influência do chiaroscuro de Caravaggio, adoçando o seu estilo através de um requintado naturalismo lumínico. Nascido em Gorinchem, filho de um arquitecto, o artista mudou-se em 1576 para a cidade de Utrecht, aí permanecendo toda a sua vida; foi presidente da guilda de São Lucas (que ajudou a fundar em 1611) e mestre de uma operosa oficina. Salvo as breves incursões a Amesterdão e Paris, viveu sempre em Utrecht no tempo da chamada Guerra dos Oitenta Anos, o sangrento conflito entre católicos e protestantes durante a ocupação espanhola dos Países-Baixos. Como católico, Blomaert realizou obra numerosa para igrejas, tanto no sul como nas províncias do norte dominadas pelos protestantes e contam-se, neste género, algumas das suas obras-primas (Adoração dos Pastores do Louvre e Epifania de Grenoble); pintou também alegorias, cenas histórico-mitológicas e naturezas-mortas. A sua obra expõe-se nos grandes museus (Louvre, Berlim, Bruxelas, Utrecht, Grenoble, Metropolitan, etc…). Como artista, Blomaert situa-se entre o Maneirismo galante e caprichoso de inspiração italo-francesa, com ressonâncias da arte de Floris e da "escola" de Fontainebleau, e as influências naturalistas de Caravaggio, que recebeu por contacto com Gerard van Honthorst e Hendrick ter Brugghen, seguidores do caravagismo em Roma. Além de pintor fecundo, Blomaert foi famoso como gravador, produzindo centenas de estampas e tendo editado em 1650 um manual de gravura, Tekenboek, com um dos seus quatro filhos pintores, Frederick Blomaert. Se bem que os seus estilemas sejam sobretudo os de um tardo-maneirista do Norte, teve ressonâncias na pintura portuguesa no caso de Josefa de Óbidos (1630–1684), que lhe seguiu o modelo gravado da Adoração dos Pastores num dos seus cobres. Prof. Dr. Vitor Serrão, Historiador de Arte (IHA-FLUL) Composição Geral - Adão e Eva segundo desenho original de Abraham Bloemaert (Dutch, 1566-1651), gravada por Jan Saenredam, Engraver (Dutch, 1565-1607) - Sobre a gravura ver o site: http://collections.vam.ac.uk/item/O727946/adam-and-eve-print-abraham-bloemaert/.

euro_symbol€ 15,000 - 22,500 Base - Estimativa

gavel€ 15,000Vendido

euro_symbol€ 12,000 - 18,000 Base - Estimativa

gavel€ 12,000Vendido

Lote 93

MIGUEL ÂNGELO LUPI - 1826-1883
"A Família"
óleo sobre tela, reentelado, pequenos defeitos, não assinado
Dim. - 123 x 100 cm
integrou a exposição "Miguel Ângelo Lupi - 1826-1883". Lisboa: Museu do Chiado - Instituto Português de Museus, 2002, p. 125, nº 65, onde se encontra como datável de c. 1871-1873.

euro_symbol€ 9,000 - 13,500 Base - Estimativa

gavel€ 9,000Vendido

euro_symbol€ 8,000 - 12,000 Base - Estimativa

gavel€ 8,500Vendido

euro_symbol€ 8,000 - 12,000 Base - Estimativa

gavel€ 8,500Vendido

euro_symbol€ 8,000 - 12,000 Base - Estimativa

gavel€ 8,000Vendido

Lote 247

Tapeçaria
fio de lã policromado "Cena mitológica", cercaduras policromadas "Prudência" e "Fé", flamenga, séc. XVI, constitui a parte central de uma tapeçaria maior, restaurada, pequenos defeitos
Dim. - 337 x 161 cm
integrou a Colecção dos Duques de Palmela. Decorava a entrada do palácio do Calhariz, em Azeitão - vd. imagem junta.

euro_symbol€ 6,000 - 9,000 Base - Estimativa

gavel€ 8,000Vendido

Lote 294

PAULA REGO - NASC. 1935
"Passeio a Cascais"
tinta da China sobre papel, pequenas manchas de humidade, assinada e datada de 1969
Dim. - 24 x 33 cm
a presente obra integrou a exposição "Histórias e Segredos", Casa das Histórias Paula Rego, 7 de Abril a 17 de Setembro de 2017, encontrando-se reproduzida no respectivo catálogo. Cascais: Fundação D. Luís I / Casa das Histórias Paula Rego, 2017, p. 144.

euro_symbol€ 8,000 - 12,000 Base - Estimativa

gavel€ 8,000Vendido

Lote 797

Centro de mesa/floreira com plateau
prata de 916/1000, decoração relevada "Concheados", interior com recipiente, português, base com estrutura em ferro, contraste Javali de Lisboa (1887-1937), marca de ourives de LEITÃO & IRMÃO
Dim. - (centro de mesa) 23 x 56 x 25 cm; (plateau) 6 x 59 x 50 cm; Peso - bruto - 13331 g.
vd. VIDAL, Manuel Gonçalves; ALMEIDA, Fernando Moitinho de - "Marcas de Contrastes e Ourives Portugueses (1887 a 1993)", vol. II. Lisboa: IN-CM, nº 67 e 635.

euro_symbol€ 7,000 - 10,500 Base - Estimativa

gavel€ 7,000Vendido

Mensagem